Sneijder “pendurou as botas”!

Aos 35 anos, era um dos últimos “10” da sua geração. 

O holandês sai por uma porta mais pequena do que aquela que merecia e de forma silenciosa, depois de ver o seu contrato com o Al-Gharafa, do Catar, terminar.

Aos longo dos 17 anos de carreira representou, Ajax, Real Madrid, Inter de Milão, Galatasaray e Nice e detém ainda o recorde de mais internacionalizações ao serviço da Holanda (136).

Jogador com uma refinada qualidade técnica, excelente visão de jogo e com uma excelente meia distância, foi no Inter de José Mourinho em 2010 que atingiu o expoente máximo da sua carreira, liderou o triplete do Inter (Campeonato, Taça de Itália e Champions) e embalou a Holanda à Final do Campeonato do Mundo nesse mesmo ano.

Finda a carreira com 24 títulos conquistados e com o seu nome gravado na história do futebol onde foi ídolo de uma geração. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.