Volto ao jogo com o Sporting, da primeira volta, porque no final desse encontro que terminou com empate a um golo escrevi que o Benfica poderia ter dito adeus ao título. Fui muito criticado, principalmente por adeptos do meu clube e o tempo veio a dar-lhes razão.

O Benfica começou mal a época, mas no futebol, e principalmente numa prova de longa duração, como é o Campeonato Nacional, as contas fazem-se sempre no fim, pois isto não é como começa, mas, sim, como acaba.

É certo que devemos acreditar sempre até ao fim, mas custou-me ver aquele empate depois de tantas oportunidades de golo desperdiçadas e de alguns erros graves do árbitro. Daí ter escrito o que escrevi. Era a minha opinião e tinha, como continuo a ter, direito a ela.

Os tempos mudaram desde esse jogo e o Benfica, neste momento, é líder isolado da tabela classificativa, quando faltam seis jornadas para o término do Campeonato. O Sporting está já a seis pontos. O máximo que podem sonhar neste momento será com a hipótese de poderem tirar o título ao Benfica na penúltima jornada. Não acredito que aconteça. Acredito que os ‘Monstros de Competição’ de Rui Vitória chegarão a Alvalade confortáveis, para jogar despreocupados, e somar mais três pontos.

A vantagem pontual é pequena – apenas um ponto separa o Benfica do FC Porto –, mas a vantagem psicológica é enorme neste momento. Porque o Benfica conseguiu, novamente, anular a desvantagem pontual para dois adversários directos, mas sobretudo para aquele que é desde o início apontado como o grande candidato ao título. E isso dá uma bagagem enorme. Já nos outros, as coisas começam a sair menos bem, o nervosismo está instalado e nem as rodinhas no fim do jogo poderão salvar a época.

Está tudo nas mãos do Benfica. Faltam seis jornadas, tudo pude acontecer, mas seria de uma incompetência tamanha não vencer este campeonato, depois de tudo aquilo que o clube passou, com os ataques caluniosos por parte dos adversários.

Agora… agora há que vencer em Setúbal, onde parece que não será permitido usar adereços do Benfica, numa clara falta de desportivismo e de liberdade de expressão, se tal vier mesmo a acontecer, e depois há que sentenciar as contas na Luz, frente ao FC Porto, dando a machadada final no campeonato.

Nós por cá iremos continuar no apoio constante e incessante, para chegar a Maio e voltar a festejar mais uma grande conquista do ‘Maior de Portugal’.

Autor: Johnny Lino

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.