Da Rússia não se esperavam bons ventos e muito menos bons casamentos. Pelo segundo ano consecutivo o Sporting sofre com os petrorublos que poluem os cofres da UEFA. No jogo com o CSKA houve equilíbrio, no que diz respeito às debilidades defensivas de ambas as equipas, mas um desequilíbrio esquisito nas decisões da equipa de arbitragem. Se os erros de Moscovo até os posso (bem lá no fundo) compreender, aquela mãozinha marota de Berezutski não podia ter passado em claro quando a olhar para um jogo estão atualmente 6 juízes com capacidades de decisão. Resumindo e para terminar, perdemos 14M porque fomos fracos a defender e porque fomos claramente roubados, contudo, a defender mal merecíamos passar se justiça tivesse sido feita. Teremos que compensar as perdas com resultados positivos na Liga Europa.

No que diz respeito ao nosso campeonato, está claro que temos vindo a ser uma pedra no sapato de muito boa gente. Até ao momento em 3 jogos realizados o Sporting foi prejudicado em lances com influência no resultado final em 3, ou seja, eficácia do sistema em 100%. Com o Tondela, golo com a mão nítido, com o Paços penalti duvidoso conta o SCP e penalti por marcar, por mão na bola, a favor e penalti ridículo que coloca a Académica no jogo contra o SCP mais uma vez. Acredito em coincidências quando o são claramente. Construímos um excelente plantel (todavia com lacunas defensivas), capaz de lutar pelo título de igual para igual, mas temo que isso não seja suficiente. Veremos se as coincidências continuam já para a semana em Vila do Conde.

O fecho do mercado não nos trouxe nada de novo, a não ser as boas notícias de que não perdemos nenhum jogador importante. Carrillo está imparável e seria um rude golpe se o tivéssemos perdido neste defeso, até porque no plantel não abundam extremos puros, sendo apenas três: Mané, Carrillo e Gelson. Rui Patrício é o esteio defensivo e com certeza não teríamos substituto a altura, passando-se o mesmo com Slimani; como este não temos. O nosso reforço de inverno será William, que, espero, se voltar com a mesma qualidade, que seja o bombeiro que nos falta para dar segurança defensiva, coisa que não temos. Contudo, Jesus terá uma boa dor de cabeça. Com William, Aquilani, João Mário e Adrien, estou curioso para saber com Jesus irá descalçar esta bota, ainda por cima havendo apenas lugar para dois neste sistema tático. O mestre da tática vai ser colocado à prova com este imbróglio.

Saudações Leoninas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.