DOMINIODEBOLA.com

Notícias, Futebol, Liga, Portugal, Betclic, Benfica, Sporting, Porto

ÚLTIMA HORA: Barcelona acusado de suborno

2 min read

No “Caso Negreira”, o juiz de instrução atribuiu o crime de suborno ao Barcelona, bem como aos ex-presidentes do clube, Sandro Rosell e Josep Maria Bartomeu, além de José María Enríquez Negreira e seu filho. O juiz entendeu que os pagamentos a Negreira constituem um suborno, uma vez que a Federação Portuguesa de Futebol, onde está inserido o organismo que lidera a arbitragem, exerce funções de natureza pública.

Segue-nos nas Redes Sociais

Facebook icon  Instagram icon Tiktok icon twitterx icon Pinterest icon Whatsapp icon YouTube icon

O despacho destaca que os pagamentos a Negreira e seu filho aumentaram de 70 mil euros anuais para quase 700 mil euros ao longo de 18 anos. O juiz considerou que um árbitro deve ser imparcial e ter tratamento equitativo com todas as equipas, sendo incompatível receber tais pagamentos de um clube. Mesmo que outras equipas tenham feito pagamentos semelhantes, o Barcelona ainda seria considerado culpado de suborno.

O juiz concluiu que o crime de suborno foi consumado assim que os pagamentos foram efetuados, independentemente de a corrupção sistémica na arbitragem espanhola ter sido comprovada ou não.

O despacho também menciona uma carta enviada por Negreira a Bartomeu, na qual o árbitro indicou que, se os pagamentos cessassem, revelaria factos que poderiam prejudicar gravemente o clube. O juiz considerou que Negreira tinha conhecimento da ilegalidade de suas ações ao longo dos anos.

Ao longo de quase duas décadas, Negreira recebeu bilhetes de época do Barcelona, além de 7,5 milhões de euros. O ex-árbitro alegou que os pagamentos eram devidos à “assessoria técnica” prestada ao clube.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.