A notícia é de última hora e está a ser avançada pelo Porto Canal.

Segundo a mesma fonte, “o tribunal decidiu chamar o árbitro João Pinheiro a depor no âmbito do julgamento relativo à divulgação dos e-mails do Benfica, no Porto Canal, em que são arguidos Francisco J. Marques, Diogo Faria e Júlio Magalhães. O pedido partiu do advogado Nuno Brandão e foi há momentos deferido pelo coletivo de juízes.

Francisco J. Marques revelou em 2017, que João Pinheiro terá recorrido a Nuno Cabral com o intuito de obter o auxílio de Paulo Gonçalves, então diretor jurídico do Benfica, para rever a classificação do jogo Moreirense-Belenenses.

Sob o pseudónimo Eva Mendes, Nuno Cabral terá atuado como intermediário entre os árbitros e o Benfica.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.