Boavista pode sonhar com reentrada na I Liga

O Tribunal Administrativo de Lisboa deu razão a Pinto da Costa e ao Boavista. O Tribunal considerou inexistente a decisão da reunião do Conselho de Justiça da FPF, na qual foi decidido, a 4 de Julho de 2008, no âmbito do processo Apito Final, manter a penalização do FC Porto (perda de seis pontos) e a despromoção do Boavista.

O FC Porto poderá reclamar dos danos causados pela decisão, afirma José Manuel Meirim, especialista em direito desportivo: "A decisão projecta-se, independentemente de ser uma decisão em primeira instância, e sujeita a recurso. Vamos ver o que a Federação vai fazer, no quadro da própria sanção aplicada, ou seja, o presidente do FC Porto no âmbito de uma sanção inexistente, pode alegar que teve danos".

Relativamente ao Boavista, José Manuel Meirim informa que o actual quadro permite ao clube axadrezado poder sonhar com a reintegração na I Liga de futebol: "Importa saber dos recursos impostos pelo Boavista, saber se este tribunal mais tarde vem a decidir da mesma forma, o que fará algum sentido, em relação à sanção aplicada ao Boavista e aí a situação será diferente. Só no final de todos os recursos, dependendo da forma como o Boavista apresentou o recurso, pode falar-se na reintegração do clube na competição da qual foi despromovido".

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.