O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, redobrou os ataques aos três clubes que promoveram a Superliga europeia, afirmando que não se importaria se Real Madrid, Barcelona e Juventus saíssem da UEFA e qualificou os respectivos dirigentes de “incompetentes”.

“Eu não me importaria se eles saíssem. É muito engraçado que eles queiram criar uma nova competição e ao mesmo tempo queiram jogar na Liga dos Campeões nesta temporada”, revelou Ceferin, numa entrevista concedida ao Der Spiegel.

Todos os três clubes, de acordo com Ceferin, “têm dirigentes simplesmente incompetentes”.

“Estes senhores tentaram matar o futebol”, frisou. Os clubes reclamam, segundo Ceferin, que os salários são demasiado elevados, apesar de tem sido eles próprios a negociar os contratos.

Ceferin, por outro lado, qualificou de inconsequente que o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, se “lamente e diga que o clube só pode sobreviver com uma Superliga e depois tentar contratar Kylian Mbappé por 180 milhões de euros”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.