Lopetegui, que esteve no Molineux para assistir à sua nova equipa, que acabou derrotada pelo Arsenal, acredita que tem ferramentas para dar a volta à situação dos wolves.

“Foi uma pena o final da partida porque acho que merecíamos mais e precisamos de mais neste momento. Antes do jogo, é claro, foi um grande momento para mim. Quando podes ver os rostos, por exemplo, um velho com a paixão de uma criança, para mim, isso é futebol. Estamos aqui para aproveitar isso, mas estamos aqui para mudar o rumo e ajudar os adeptos a gostarem da equipa e, no final, deixá-los felizes. Esse é o nosso primeiro objetivo, vamos trabalhar muito para alcançá-lo”, começou por dizer.

A aventura de Lopetegui pela Premier League ainda não começou na prática, mas o técnico ex-FC Porto já tem sonhos.

“O meu sonho é que tenhamos muitos momentos como o que tivemos no final da partida. O mais importante é que, no final do jogo, tenhamos essa conexão com os adeptos e, no final, eles fiquem felizes e voltem para casa felizes pela equipa. Velhos, jovens, famílias, todos os adeptos do Wolverhampton, estamos aqui para isso. Vamos trabalhar muito, muito duro, para alcançar esses objetivos no final”, disse ainda.

Juntar-se ao Wolverhampton não foi uma decisão complicada. Apesar de demorar, por questões familiares, Lopetegui elencou as razões que o levaram a aceitar o convite.

“Mas por que não? É um grande clube, um grande projeto, um grande estádio. Tenho uma história especial com o clube porque há seis ou sete anos tive a possibilidade de vir para cá. No último minuto, mudei a minha escolha porque a seleção espanhola chamou-me. Há um mês, tive um problema pessoal com o meu pai, mas acho que eles souberam esperar pelo momento certo. Queriam-me. A situação do meu pai já está resolvida e estou aqui agora, mas estou porque confio no projeto. Temos uma tarefa complexa, mas entusiasmante ao mesmo tempo. É um desafio para nós”, acrescentou.

O trabalho de Lopetegui no Wolverhampton vai começar durante a pausa para o Mundial. O espanhol espera que os jogadores recuperem em todos os aspetos para darem o melhor de si.

“Agora, os jogadores vão ter 10 dias para recuperarem a energia e a confiança, para deixarem de pensar no passado. Acho que é tempo de pensar no futuro e o futuro é o dia-a-dia, trabalhar no duro e acreditar nas nossas forças”, concluiu.

Lopetegui terá o seu primeiro desafio no comando do Wolverhampton daqui a um mês, na Taça Carabao, frente ao Gillingham.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.