A dois dias do arranque da Liga Bwin 2022/23, Pedro Proença, e restante direção da Liga Portugal, reuniram-se numa unidade hoteleira de Lisboa, com a Comunicação Social para apresentar objetivos para a nova época e projetos e ambições futuras.

Melhorar o espetáculo, para assim conquistar mais adeptos, é uma das prioridades e isso passa também por combater o pouco tempo útil de jogo, baixo por comparação com outras ligas europeias, com uma medida inovadora: um prémio monetário para as equipas que perdem menos tempo.

Numa fase de perguntas e respostas com os jornalistas, Pedro Proença, sobre o tema acima referido, explicou que ninguém deseja “um futebol enfadonho”, anunciando que as equipas com melhor média de tempo de jogo “serão premiadas”.

“Queremos criar uma onda positiva relativamente ao assunto [da perda de tempo] e estamos cientes – do que falámos com os treinadores, os jogadores e os árbitros – que há essa preocupação. Queremos penalizar quem utiliza este mecanismo para tirar vantagem desportiva. Temos de aumentar os 60 minutos que temos de tempo útil de jogo em média Portugal”, disse ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.