O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) decidiu, esta segunda-feira, decretar a providência cautelar de suspensão da eficácia da decisão de indicar os clubes Vizela e Arouca para ascender à Liga 2. A ação principal permanece em avaliação.

Em comunicado, a Federação Portuguesa de Futebol salienta que «continua a defender o critério objetivo do mérito desportivo e as soluções que mais garantem a estabilidade e previsibilidade na organização das competições.»

«A FPF irá analisar esta decisão e ponderar sobre soluções a adotar, incluindo a de interpor recurso desta decisão para o tribunal administrativo competente», lê-se no site do organismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.