O SC Braga acabou por transferir no último dia de mercado, o extremo brasileiro Galeno, para o FC Porto, mas quem também agitou o dia foi Roger, que motivou a chegada de propostas concretas, todas elas rejeitadas liminarmente pelo presidente António Salvador, avança esta quinta-feira OJOGO.

O Ajax, esteve na linha da frente e, no penúltimo dia do mercado, enviou para o Minho uma proposta com números gordos para ficar com a pérola de 16 anos, oferecendo 12 milhões de euros ao Braga, num negócio que, à conta de objetivos, podia chegar aos 15 milhões. Salvador não pensou muito tempo e rejeitou logo a oferta, ao mesmo tempo que apontou para a cláusula de rescisão: 40 milhões de euros.

O grande movimento em torno de Roger confirmou que o jogador do Braga há muito que saiu do anonimato, apesar de estar apenas há dois anos num clube de futebol, e entrou no radar de diversos emblemas europeus. Antes de o Ajax apresentar a tal proposta concreta, o Leipzig, da Alemanha, quis saber o preço e as condições para contratar o extremo luso-guineense, mas face aos valores envolvidos não avançou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.