Escrito por: Rui Fiel

Contrariamente ao que seria expectável, a época 2012/2013 do Sporting Clube de Portugal é assim facilmente descrita, em apenas três palavras, PIOR DE SEMPRE…

No desporto raramente, senão nunca, a palavra pior está associada a algo positivo. Se a essa palavra juntarmos “sempre” então facilmente verificamos que algo muito mau deverá ter ocorrido.

De facto, uma época como esta torna-se quase difícil sequer de referir… 10º lugar na pior das hipóteses, 6º na melhor. Mais de trinta pontos para os rivais diretos (outra vez?!?!?!) e nem sequer uma misera qualificação numa  final interna… Vergonhoso! A acompanhar tudo isto, 4 treinadores, dois presidentes e um infindável número de atos de gestão ruinosa e caluniosa, como exemplo mais claro a venda de Wolfswinkel.

Os mais otimistas dirão que é um ano a recordar, de modo a não cometer os mesmos erros e que se tratará de um ano zero (outra vez?!?!?!). Já os pessimistas evocam o começo do fim, a queda no precipício sem direito a para-quedas, o Armagedão leonino. Os realistas, como penso ser, esperarão para ver…

Este seria o momento ideal para fazer um balanço final de campeonato, mas julgo que seja mais premente tentar começar a construir um futuro, definitivamente e sem sombra de dúvidas, sustentável.

Orçamentos, formação e transferências, para além do treinador, serão os temas fortes de um interregno de verão (outra vez?!?!?!) que muito bem fará a sócios e simpatizantes verde e brancos.

Entretanto vou carpindo as minhas mágoas em outras modalidades, como se o ecletismo leonino me sarasse as feridas, e vou tentando fugir por entre as pingas da chuva que são por estes dias as contas do título nacional.

Termino dizendo que foi um prazer partilhar as minhas ideias com todos aqueles que tiveram a amabilidade de perder preciosos minutos do seu tempo para ler algo escrito por mim. Como disse inicialmente, partilho opiniões muito próprias, admito que sem grande fulgor ou optimismo visto que o meu clube nem nisso me ajudou, mas que pretendem ser justas e realistas. Faço votos para que possa continuar juntos de vós, também para que o “DomíniodeBola” continue em grande e sustentado crescimento e finalmente, para que o meu clube renasça dos escombros e se mostre grande, como verdadeiramente o é.

 

Saudações Leoninas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.