Paulo Fonseca saiu do Braga para o Shakhtar e quis o destino que os dois clubes se encontrassem na fase de grupos da Liga Europa. Nesse sentido, o técnico concedeu uma entrevista à UEFA em que aborda, entre outras matérias, a sua adaptação à Ucrânia:

As pessoas aqui têm sido espantosas e receberam-me muito bem. É a primeira vez que trabalho no estrangeiro e a cultura é completamente diferente, com as suas ideias próprias sobre o futebol. A principal dificuldade é transmitir as nossas ideias, pois temos uma visão diferente. A minha filosofia é a de controlar e dominar o jogo. Precisamos de ter a bola. E isso aconteceu em todos os jogos. Somos uma equipa ofensiva, que está sempre no meio-campo adversário.

Paulo Fonseca, que na Primeira Liga treinou o Paços de Ferreira, FC Porto e Braga, também falou das suas maiores influências enquanto treinador de futebol:

Há um treinador em Portugal com quem trabalhei e aprendi muito, que é Jorge Jesus. E há outros técnicos com os quais aprendi ao ver a forma como as suas equipas jogam: Josep Guardiola, e outros treinadores portugueses, como José Mourinho, Vítor Pereira, André Villas-Boas e Leonardo Jardim. Mas não sou uma réplica de ninguém – tenho as minhas próprias ideias.

Sobre o embate contra a sua antiga equipa, Fonseca é sintomático: amigos, amigos, resultados à parte:

Não queria encontrar o Braga por uma razão muito simples: trata-se de um clube onde tenho muitos amigos, numa cidade que cuidou de mim e onde vencemos um grande troféu [a Taça de Portugal de 2015/16]. Mas agora é o adversário e tenho de olhar para eles dessa forma. Quero bater o Braga tanto quanto o quero fazer a outro clube qualquer. Espero, sinceramente, ser bem recebido [quando regressar a Braga pelo Shakhtar na sexta jornada], mas é muito difícil descrever como me sinto, pois é algo com que nunca tive de lidar. Só espero estar feliz no final do jogo, com um triunfo do Shakhtar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.