Ença Fati e Marcos Valente são reforços do Vilafranquense.

O avançado, natural da Guiné-Bissau, chegou a Portugal em 2013 para representar o Real SC nos campeonatos distritais de Lisboa, mas rapidamente deu nas vistas, tendo assinado pelo Moreirense, clube pelo qual se estreou na I Liga, na época 2014/2015, e a que esteve ligado contratualmente durante quatro temporadas, com empréstimos ao Leixões e Oliveirense.

Em 2018, Ença Fati rumou em definitivo à Oliveirense e uma temporada depois assinou pelo Feirense, clube que o acabaria por ceder na última época ao Casa Pia.

O avançado é o terceiro reforço desde que Filipe Gouveia assumiu o comando técnico dos unionistas.

Marcos Valente, central que se tinha mudado para o Trofense neste defeso, é o segundo reforço garantido pelo Vilafranquense no fecho do mercado.

O jogador, 27 anos, somou apenas 64 minutos na Taça da Liga, e junta-se a Ença Fati na lista de caras novas dos ribatejanos asseguradas esta quarta-feira.

Marcos Valente conta, ainda, com passagens por Penafiel, V. Guimarães, Estoril, Paços de Ferreira e Aves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.