Ao final da tarde desta terça-feira, o Manchester United anunciou, em forma de comunicado emitido através das plataformas oficiais, que rescindiu contrato com o internacional português Cristiano Ronaldo “por mútuo acordo”.

“O clube agradece-lhe pelo imenso contributo ao longo de dois períodos, em Old Trafford, marcando 145 golos em 346 jogos, e deseja-lhe e à família tudo de bom para o futuro”, pode ler-se na nota emitida pelos red devils.

“Todos no Manchester United permanecem focados em dar continuidade ao progresso da equipa sob as ordens de Erik ten Hag, e a trabalhar em conjunto para alcançar o sucesso, dentro de campo”, completa, sem qualquer outra explicação.

O ‘divórcio’ surge, precisamente, uma semana depois de a estação televisiva britânica TalkTV ter exibido uma ‘explosiva’ (e não autorizada) entrevista do avançado, na qual este apontava o dedo à direção, ao treinador e até a alguns companheiros de equipa.

O Manchester United prometeu, pouco depois, que iria reagir adequadamente às palavras do jogador formado no Sporting, tendo mesmo acabado por rescindir-lhe o contrato, enquanto este se encontra no Qatar, a disputar o Campeonato do Mundo ao serviço de Portugal.

Aos 37 anos, o avançado é, formalmente, um jogador livre, pelo que vai crescendo a expetativa quanto ao clube no qual irá dar continuidade na carreira, a partir de janeiro, após passagens por Sporting, Manchester United, Real Madrid e Juventus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.