Jesualdo Ferreira. Leonardo Jardim. Marco Silva! (JJ?!?!).

Dier. Bruma. Ilori. Cedric. Slimani. Jefferson. Pedro Mendes. Rojo. (Carrillo?!?!).

Gazela. Gauld. Hugo Sousa. Ciani. Sarr. Shikabala. Rabia. (+ umas dezenas!!!!).

Inácio. Octávio. Manuel Fernandes. Virgílio. Abel. João de Deus. José Eduardo.

Doyen. Casareto. Zahavi. Jorge Mendes. Godinho Lopes. Luís Duque.

Estes são apenas alguns dos nomes dos quase 3 anos de mandato do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho (BdC). Todos eles se encontram agrupados por categoria (jogador, treinador, etc.) e todos eles, de uma maneira ou de outra, marcaram ou podem marcar negativamente a era do atual presidente do clube leonino.

À primeira vista, os apoiantes de BdC, carinhosamente apelidados de “Brunistas”, dirão que outros nomes poderiam ser mencionados e por motivos bem mais animadores. Têm razão. Só que essa lista seria bem mais curta que as demais.

Já aqui disse, por mais do que uma vez, que não votei em BdC, em nenhuma das duas eleições a que este concorreu. Disse também que a partir do momento em que foi eleito, que passou a ser também o “meu” presidente. Contudo, com o passar do tempo no seu mandato, fui certamente dos que mais entristecidos ficaram com as suas posições, até porque essas mesmo, as que me entristeciam, eram bem mais numerosas que as que me faziam regozijar com BdC.

Teve um papel fundamental na requalificação financeira do clube. E desportivamente pautou sempre a sua atuação pela defesa intransigente dos interesses do clube. No entanto, abriu, no meu entender, demasiadas frentes de batalha, sem que nem um cavalo de madeira tivesse, para enganar os demais. A maior parte das vezes confundia-se inclusive o Presidente do SCP com um simples adepto, tal era a maneira simplista como atuava e se manifestava em campo. Já nem falo nas comunicações constantes nas redes sociais e os comunicados em barda que emitia em nome do clube…

Todo esta introdução para dizer o quê? Que esta novela Carrillo a muito se deve ao Presidente do meu clube e que, ao fim de quase 3 anos, já esperava que ele tivesse aprendido e assimilado algumas coisitas com todas estas vivências e experiências no clube. Por muito que aceite que o jogador fique até ao final da época sem jogar, não posso é aceitar que o clube agora lhe acene com um maço de notas, esperando que ele assine por uma equipa cujo Presidente tem um já considerável histórico de altercações e desentendimentos com funcionários do clube!!!

Primeiro, Carrillo não vale o dinheiro que se diz o SCP lhe oferece. Segundo, nunca foi um ídolo em Alvalade e nunca o será em lado nenhum. Terceiro, nem na sua seleção é um indiscutível. Portanto, não renovar com este indivíduo e ficar sem ele para o resto da época não me causa espécie alguma. Contudo, não renovar com um jogador em cujo treinador aposta e sobretudo para o qual não se arranjou atempadamente um substituto à altura é deplorável e não condizente com o estatuto de uma equipa que diz que quer lutar pelo título nacional.

Enfim! Custa-me ver um bom presidente, no que se refere à questão financeira e ao aglomerar de massas em torno do SCP estragar aquilo que poderia ser um ótimo mandato, pois pensa que também é o melhor gestor desportivo e treinador do país…

PS: entretanto, o SCP ganhou ao Nacional por 1-0, depois de estar uma hora com mais um elemento que o adversário. Continua com muita posse de bola, muita chegada à área mas muito poucas oportunidades. E continua sobretudo a ter adeptos completamente bipolares, pois se ganha deveria jogar melhor, se perde é porque jogou bem mas não ganhou, se joga com miúdos da formação é porque os Carrillos desta vida é que são, se jogam com Carrillos tem miúdos da formação melhores no banco… Ufa…

Primeiro lugar ex aquo com um rival direto, com mais 4 pontos que outro. Não sei mesmo o que querem mais…

SL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.