Quinze jornadas depois de o “cérebro” ter abandonado o Ferrari para espremer o Fiat, o bicampeão chega vivo e na luta pelo tri.

O futebol do nosso Glorioso continua sem ser vertiginoso e esmagador como em épocas anteriores, mas tem vindo a crescer ao longo do tempo. Já critiquei o nosso actual treinador neste espaço e confesso que este ainda não me convenceu totalmente, mas o que é certo é que estamos na luta pelo campeonato, com um pé nas meias da Taça da Liga (ao contrário de outros que este ano até a queriam por respeito ao Pedro) e nos oitavos da Champions League.

Durante as últimas jornadas cresceu-me a forte convicção que chegaremos ao tão desejado 35, especialmente porque o nosso plantel sem ir ao mercado será reforçado com Sálvio, Nélson Semedo, Luisão e Gaitán, o que aumentará sem dúvida a qualidade ao dispor de Rui Vitória.

Outro dos factos que deixo para os mais desatentos é que o Benfica na primeira volta do campeonato já jogou em Guimarães, no Dragão, na Pedreira, Choupana, o que facilita um pouco em termos de deslocações na segunda metade.

Por outro lado, sei por experiência própria que as equipas do “cérebro” são fortíssimas até Março/Abril, sendo que por essa altura costumam dar o estouro e claudicar (joga no Dragão e na Pedreira nas duas últimas jornadas do campeonato), pelo que se nos mantivermos a esta distância até Março certamente teremos grandes hipóteses de chegar ao tri.

A minha única preocupação são os choradinhos constantes dos dirigentes e comentadores dos miaus que começam a dar resultados, como se viu naquele penalty no último fim-de-semana.

Por último, uma palavrinha para lamentar a saída desse supra-sumo dos treinadores que era tão bom que só não ganhou nada por causa do manto protector e, já agora, por ter sido atropelado em Munique e por ter sido eliminado pelo Marco Silva em pleno Dragão… É uma pena efectivamente a sua saída, espero só que agora chegue ao Dragão Nuno Espírito Santo para dar cabo de mais uma época ou duas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.