Avança esta segunda-feira o Correio da Manhã, que a Polícia Judiciária apanhou um envelope com droga, nomeadamente haxixe, que seguia do Porto para o Brasil, com dados da morada de André Villas-Boas.

No entanto, a mesma fonte, adianta que a PJ admite que possa ser uma cilada por André Villas-Boas estar na corrida a sucessor de Pinto da Costa em 2024.

Um envelope suspeito levou uma transportadora, depois de passar num raio-X, a alertar a Polícia Judiciária (PJ) para o conteúdo dessa encomenda.

O Correio da Manhã avança que tinha o Brasil como destino, mas o remetente, descobriram mais tarde as autoridades, continha dados de três pessoas distintas. Uma delas, neste caso a morada, era a do treinador André Villas-Boas.

A Polícia Judiciária está a investigar o caso, não por desconfiar que o treinador esteja envolvido em tráfico de droga, mas porque pode estar a ser alvo de uma cilada.

A CM adianta ainda que a PJ sabe que esta é “uma operação que já aconteceu em muitas outras situações”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.