Ministério Público arquiva queixa de assédio contra Miguel Afonso

Ex-treinador das equipas femininas de Famalicão e Rio Ave foi acusado de assédio sexual. O inquérito foi agora arquivado.

 

Segue-nos nas Redes Sociais

Facebook icon  Instagram icon Tiktok icon twitterx icon Pinterest icon Whatsapp icon YouTube icon

O inquérito aberto devido a queixas de assédio sexual por parte do treinador Miguel Afonso foi arquivado pelo Ministério Publico, adianta, esta sexta-feira, o Diário de Notícias. O técnico que orientou Rio Ave e Famalicão, no futebol feminino, foi acusado de assédio por algumas jogadoras do clube rioavista, nomeadamente uma menor, na temporada 2020/21, mas a queixa foi arquivada por falta de prova.

“Não se mostra minimamente indiciada a prática de crime de importunação sexual de menor por parte do denunciado no que à ofendida concerne, determino, sem necessidade de mais considerandos, o arquivamento dos presentes autos, por ter sido recolhida prova bastante da inexistência de crime”, pode ler-se no despacho final assinado pela magistrada do MP da secção de Vila do Conde a que o Diário de Notícias teve acesso.

Partilha nas Redes Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Topo