Maxi Pereira reclama dívida e processa SAD do FC Porto

A notícia é esta quinta-feira avançada pelo jornal ABOLA que dá conta de que, depois de Julen Lopetegui e da Doyen, a SAD do FC Porto foi alvo de um terceiro processo judicial num curto espaço de meses. Maxi Pereira, que representou o clube portista entre 2015 e 2019, totalizando 130 jogos, cinco golos e dois troféus (Liga 2017/2018 e Supertaça Cândido de Oliveira de 2018), reclama uma dívida de 1,24 milhões de euros.

 

Segue-nos nas Redes Sociais

Facebook icon  Instagram icon Tiktok icon twitterx icon Pinterest icon Whatsapp icon YouTube icon

Segundo a mesma fonte, a ação judicial interposta pelo antigo internacional uruguaio, que terminou a carreira precisamente ao serviço dos dragões, deu entrada ontem mesmo no Tribunal Judicial da Comarca do Porto e será julgada pelo Juiz 2 do Juízo do Trabalho do Porto.

De acordo com informações recolhidas por A BOLA junto de fontes próximas de Maxi Pereira, este alega que a SAD não pagou parte dos impostos que haviam descontado dos seus vencimentos. À custa disso, o ex-futebolista viu-se a contas com o Fisco, tendo sido obrigado a liquidar mais de um milhão de euros de impostos em dívida ao Estado português. Entendendo que essa seria obrigação do FC Porto, o sul-americano reclama a devida indemnização.

Partilha nas Redes Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Topo