Parece impossível mas vai ser verdade. Aos 47 anos, Mário Jardel deverá voltar em fevereiro aos relvados em Portugal, com a camisola do União Serpense, clube de Serpa que disputa a 1.a Divisão Distrital. O antigo jogador de FC Porto e Sporting esteve nos últimos dias em Portugal e acertou com Alfredo Mestre, presidente do Serpense, a assunção do cargo de coordenador da formação na próxima época e o regresso ao futebol federado, mas como amador.

“O Mário regressou ao Brasil e quando voltar, em fevereiro, já estará inscrito na Associação de Futebol de Beja. A ideia é jogar 20/30 minutos e ajudar a promover os jovens talentos brasileiros”, disse Alfredo Mestre ao JN, acrescentando que “na próxima temporada a formação será uma realidade e ele será peça-chave para a captação dos jovens”.
Criado em julho de 2019, o Clube de Futebol União Serpense é uma “montra” de jovens procedentes do Brasil, com dupla nacionalidade, a maioria do Rio de Janeiro, o que levou a que a equipa ganhasse a alcunha de “Meninos do Rio”. Em 2019/2020, o Serpense jogou na 2.a Divisão. Como era líder da Série A quando a competição foi interrompida por causa da pandemia, ascendeu ao campeonato principal de Beja.

Esta época, num plantel de 23 jogadores – a média de idades é inferior a 24 anos –, 15 eram brasileiros e havia ainda três colombianos. Vasco Oliveira, filho de António Oliveira, foi o treinador que começou a campanha, mas viria a sair devido aos constantes interregnos que o campeonato tem vindo a sofrer, sendo substituído por Ricardo Cravo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.