SLBenfica Salv(i)o por golo na própria baliza

O Benfica venceu esta noite, no estádio dos Barreiros, o Marítimo por 2-1 e o título está mais perto. Os encarnados entraram em campo com uma surpresa chamada André Almeida, não tanto pelo facto de ser titular, mas pelo facto de ter ocupado a lateral esquerda, em detrimento de Melgarejo, que não poderá jogar quinta-feira contra o Fenerbahçe. De referir, também, a já esperada ausência de Gaitán e a entrada de Ola John e Rodrigo no onze inicial. Na equipa do Marítimo, a inclusão de Mariakis foi a grande surpresa no onze feito por Pedro Martins.

O Benfica começou forte, acercando-se da baliza do Marítimo e ao 5 minutos de jogo Márcio Rozário, central dos insulares, comete falta dentro de área sobre Lima. O próprio Lima concretizou o castigo máximo, imune a qualquer pressão. Depois disso, o jogo passou a ser comandado pelo Marítimo. A equipa do Benfica mostrou-se ansiosa, amorfa e, acima de tudo, casnsada fisicamente, não incomodando Salin até ao intervalo. Pelo contrário, o Marítimo mostrou-se mais acutilante, perigoso e pressionante. Márcio Rozário, logo após o golo do Benfica enviou uma bola ao poste e os maritimistas chegavam sempre perigosos à área benfiquista. Aos 41 minutos Igor Rossi fez o empate, de cabeça e devolveu justiça ao resultado.

Na segunda parte, a atitude da equipa do Benfica mudou radicalmente, viu-se um Benfica forte, pressionante, rápido e a criar inúmeros problemas ao seu adversário. Rodrigo desaproveitou excelente oportunidade aos 50 minutos, Lima atirou à barra aos 55 minutos e Salvio fazia uma segunda parte fantástica. Sentia-se que o golo estava perto e acabou mesmo por aparecer, com inteira justiça, aos 72 minutos, através de um auto-golo de Igor Rossi, desviando um cruzamento de Salvio, depois de mais uma grande jogada do argentino pelo lado direito.

Até ao fim, o Benfica soube gerir a vantagem e terminou a partida sem sofrer uma pressão intensa do Marítimo. Sendo assim, o Benfica vê o título mias de perto, pois tem 4 pontos de vantagem e dois jogos em casa para realizar, para além da visita ao estádio do Dragão. Pode dizer-se que o Benfica entrou de rompante na Madeira, depois passou o resto da primeira parte como um bote instável, mas jogou a segunda parte num cruzeiro de luxo, faltando apenas três paragens para chegar, com sucesso, a bom porto.

 

FICHA DE JOGO



Marítimo
 

1 – 2

SLBenfica
 

Jogo no Estádio dos Barreiros, Funchal

Marítimo 1-2 SLBenfica

Golos: Lima 5' (0-1);  Igor Rossi 42' (1-1); Igo Rossi p.b (1-2) 

 

Marítimo: Romain Salin, Márcio Rosário, Igor Rossi, Briguel, Luís Olim, Rafael Miranda, Artur (Fidélis, 82), Marakis (David Simão, 72), Héldon (Danilo Dias, 79), Hyun Jun Suk, Sami

SLBenfica: Artur Moraes, Maxi Pereira, Ezequiel Garay, Luisão, André Almeida, Ola John (Cardozo, 60), Nemanja Matic, Enzo Pérez, Salvio, Lima (Roderick, 90), Rodrigo (Carlos Martins, 76)

Árbitro: Manuel Mota

Vídeo/Resumo do Jogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.