O Sevilla comunicou no dia de ontem o relatório médico do jogador Joan Jordán. Segundo o clube, o médio foi diagnosticado com um traumatismo cranioencefálico depois de ter sido atingido com um tubo na cabeça durante a partida frente ao Real Betis.

“O Joan deixou o Benito Villamarín sensatamente atordoado e foi levado ao hospital, onde foi examinado e submetido a uma série de exames que o protocolo estabelece devido à concussão. O diagnóstico final é de lesão na cabeça e o jogador será mantido em observação domiciliar até que um período mínimo de 24 horas tenha decorrido sem nenhum sintoma de alarme“, escreveu o clube espanhol em comunicado.

O Sevilla condenou ainda o ato e exige respeito pelo jogador. “Foi um ato inaceitável no mundo do desporto cometido por um indivíduo que, supostamente, muito menos representa a massa adepta do Real Betis nem a forma de viver o futebol na nossa cidade. Da mesma forma, o clube exige o maior respeito pela figura de Joan Jordán, um profissional íntegro e uma pessoa exemplar que sofreu um ataque infame”, concluiu.

A partida foi suspensa ainda na primeira parte. O suspeito foi logo identificado e detido pelas autoridades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.