João Gabriel não poupou críticas, em conferência de imprensa

O Benfica marcou uma conferência de imprensa para as 18 horas de hoje sem revelar o assunto a ser abordado. Muitos pensariam que o motivo desta conferência seria o anúncio da renovação com Jorge Jesus, mas tal não se confirmou. Ao invés, surgiu o director de comunicação do clube, que não poupou nos ataques e defendeu que e a posição actual do clube, no campeonato, é mais do que justa.

João Gabriel começou por afirmar que: “Durante uma semana mantivemos de forma paciente o silêncio que hoje termina, de forma a acabar com a campanha mais baixa, fraudulenta e imoral dos últimos anos. Uma campanha de insinuações e mentiras, promovida por alguém que evidentemente queria tirar dividendos do clima de intimidação que foi criado.”.

 Defendendo que o Benfica está na liderança do campeonato com mérito, João Gabriel atirou: A liderança depois do jogo da Madeira é resultado do trabalho, do empenho e do talento de muita gente do clube. Ninguém deu nada ao Benfica.”.

Depois, num claro ataque ao F.C. Porto, Gabriel disse: “Alguém que em qualquer país da Europa seria um caso e exemplo de estudo em faculdades de Direito, nomeadamente em cadeiras de Direito penal, mas que em Portugal continua a ser recebido na Assembleia da República. Grande parte do currículo de 30 anos que tem devia ser apresentado como cadastro e não currículo.” e “Convém, por isso, recordar a essa virgem ofendida que só há uma equipa na Primeira Liga em Portugal que à 27.ª jornada não sofreu um único penalti contra. Deve ser um caso único na Europa. A pergunta que se deve fazer é se isso corresponde ao que se passou em campo?”.

Foram ainda exibidas imagens de alguns jogos do F.C. Porto, que retratavam seis alegados penaltis que não foram assinalados contra o clube azul e branco. João Gabriel disse: ”Não vimos ninguém do FC Porto dizer que nestas alturas o árbitro colocou as leis no bolso.”. Os seis penaltis eram referentes aos jogos SC Braga vs. FC Porto (mão de Alex Sandro); FC Porto vs. Moreirense (mão de Alex Sandro); V. Guimarães vs. FC Porto (dois lances de falta de Mangala); FC Porto vs. Rio Ave (bloqueio de Otamendi a Ukra); FC Porto vs. V. Setúbal (mão de Danilo). Outros lances foram, também, referidos.

Depois, para terminar, João Gabriel defendeu que: “O Benfica é à 27.ª jornada o líder do campeonato por mérito e sem qualquer contestação.”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.