Esta quarta-feira, o jornal de Notícias, informa que José Bernardes, empresário que as autoridades suspeitam que é um testa de ferro do Benfica, num esquema destinado a retirar perto de dois milhões de euros da esfera do universo empresarial encarnado, possuía em casa uma agenda com nomes e contactos de árbitros, que foi apreendida pela Polícia Judiciária, aquando das primeiras buscas do processo Saco Azul, em 2018.

Recorde-se que a Polícia Judiciária e o Ministério Público investigam o Benfica e o ex-árbitro Bruno Paixão por suspeita de alegada corrupção desportiva, situação que surgiu da investigação “Saco Azul”, a decorrer desde 2018, então visando eventuais crimes de branqueamento de capitais e evasão fiscal na sequência de pagamentos num total de 1,9 milhões de euros.

As empresas “Dynethic”, “Best for Business” e “Questão Flexível”, ligadas a José Bernardes, um dos arguidos no caso, foram envolvidas e a revelação pública de alguns contratos destas com a Benfica SAD demonstra a existência de uma relação entre todos.

One thought on “JN: PJ apreendeu agenda com contacto de árbitros”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.