No início do ultimo mês de maio, Jorge Jesus surpreendeu tudo e todos quando admitiu que queria regressar ao comando técnico do Flamengo e até definiu uma data-limite para chegar a acordo com o Mengão, que, na altura, era treinado por outro português, Paulo Sousa, entretanto despedido.

O vice-presidente do clube brasileiro, Marcos Braz, explicou porque é que o desejo de Jesus não se concretizou.

«Quando Jorge Jesus estava nessa situação, a oferecer-se, o Flamengo tinha um treinador, tinha uma equipa técnica, e entendemos que não poderíamos fazer qualquer tipo de mudança naquele momento. Não é porque algum profissional quer treinar aqui, que vai fazê-lo. Não funciona dessa maneira», disse o dirigente ao Arena SBT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.