Em declarações à Rádio Renascença, Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), não esconde a indignação perante «situações recorrentes de ameaças e de invasão do espaço pessoal dos árbitros» que têm ocorrido no futebol português.

Luciano Gonçalves alerta que episódios como o que se verificou com Luís Godinho, após o SC Braga-FC Porto, «vão para lá do julgamento da competência dos árbitros e entram na esfera das pessoas, do ser humano, do homem.»

«Isto é de terceiro mundo», qualifica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.