Foi hoje anunciada a decisão sobre os arguidos no caso da invasão à Academia do Sporting, em Alcochete.

Carlos Delca, juiz de instrução criminal, decidiu levar todos os 44 arguidos a julgamento, entre eles Bruno de Carvalho, que é, segundo a tese de Cândida Vilar, procuradora do Ministério Público, o autor moral da invasão.

O ex-presidente leonino está acusado de 97 crimes de terrorismo, 40 de ameaça agravada, 19 de ofensa à integridade física qualificada, 38 de sequestro e um de detenção de arma proibida.

Entre os arguidos com maior relevância, a quem são imputados os mesmos crimes que a Bruno de Carvalho, estão ‘Mustafá’, líder da claque Juventude Leonina, e Bruno Jacinto, oficial de ligação aos adeptos aquando da invasão a Alcochete.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.