Tudo aconteceu já no balneário já depois do árbitro ter apitado para o final do GRAP-Cova da Piedade, que teve nove minutos de descontos devido à grave lesão de Edinho e nada fazia prever o que ia suceder no balneário do GRAP.

O presidente Grupo Recreativo Amigos da Paz, Carlos Borges, dirigiu-se ao balneário e o que se ouviram foram duras críticas à equipa, que tinha aguentado a primeira parte sem sofrer golos.

Pouco depois ouviram-se barulhos de discussão e o presidente saiu do balneário a correr para a rua. Um jogador seguiu-o imediatamente solicitando a presença da polícia.

Segundo o que foi relatado, o treinador e o presidente envolveram-se em confrontos dentro e fora do balneário. A PSP confirma que foram identificadas as duas pessoas em causa: Carlos Borges e Ricardo Monsanto.

O técnico não quis prestar declarações sobre o sucedido, limitando-se a abordar o jogo e a aplaudir o trabalho realizado pelos seus jogadores, lembrando que a equipa não teve pré-época nem partidas amigáveis, pelo que o primeiro jogo que fez foi logo a contar

2 thoughts on “INSÓLITO: Treinador e presidente agrediram-se no balneário”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.