Depois de muitos meses de indecisão, o Tottenham confirmou que Heung-min Son, um dos seus principais jogadores, vai mesmo participar no serviço militar obrigatório da Coreia do Sul.

Agora que os campeonatos estão parados devido à pandemia do COVID-19 e o avançado está recuperado de uma lesão que o vinha atormentando no braço, criou-se uma janela de oportunidade para Son cumprir um dever do seu país.

Os homens coreanos devem cumprir 21 meses de serviço militar obrigatório. O futebolista, contudo, fruto da vitória nos Jogos Asiáticos de 2018, terá um desconto e terá apenas que cumprir três a quatro semanas com este imperativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.