Esta quinta-feira, os jogadores do Mouscron, clube que pertence ao grupo Gérard Lopez, (acionista maioritário do Boavista) declararam greve ao não comparecer no treino. Na origem da decisão estão os salários em atraso relativos ao mês de dezembro do ano passado, que jogadores e funcionários do clube ainda não receberam. Apenas os dirigentes foram recompensados até ao momento.

Segundo o Le Soir, o grupo decidiu não treinar mais até receber os valores em falta. Recorde-se que Gérard Lopez quer vender o clube de forma a focar-se no Bordeaux. Enquanto isso, o empresário não tem investido no clube belga, que tem tido dificuldades em pagar os salários aos jogadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.