Clube atravessa crise financeira

Eduardo Bandeira de Mello, novo presidente do Flamengo, divulgou uma carta para associados e adeptos do clube, onde revela o drama financeiro que o clube carioca vive e pediu para que os sócios paguem em dia as quotas. Bandeira de Mello é há cerca de 20 dias o presidente do Flamengo e aguarda uma nova auditoria para saber de forma mais detalhada a grave crise económica que o clube atravessa. 

Eis a carta divulgada:

“Caro Sócio,
Nossa equipe está completando os primeiros 20 dias de gestão. Estes dias têm sido de muito trabalho, mas também de muitas alegrias em ver que poderemos, juntos , realizar muitas coisas positivas para o Flamengo.

Como, neste período, a imprensa deu muito destaque para a situação financeira de nosso Clube, achamos importante levar a você o que já pudemos levantar de informações e as providências que tomamos até agora.

Infelizmente as notícias publicadas refletem bem a realidade econômica do clube. Realmente existem muitas dívidas não pagas com fornecedores, bancos, profissionais, funcionários e com diferentes esferas do governo. Dívidas estas que tiveram seus pagamentos postergados, mesmo após várias negociações feitas e depois não cumpridas.

Como resultado disto, temos hoje a acumulação e a majoração destes valores, bem como a incidência de uma série de penhoras que dificultam, em muito, o já combalido fluxo de caixa do Flamengo e o recebimento das novas receitas que temos negociado.

Um dos casos mais emblemáticos, ao nosso ver, foi o do não recolhimento à Receita, nos últimos anos, do imposto de renda retido de nossos funcionários.
Para melhor entender a situação financeira e nos permitir agir de forma mais assertiva e transparente, contratamos o serviço de auditoria da empresa Ernest & Young, que fechará seu relatório em mais 90 dias e será objeto de apresentação clara e didática para a Nação Rubro Negra.

Apesar deste quadro problemático, sabemos do enorme potencial de nosso Clube para reverter esta situação. Para isto, estamos trabalhando duramente nas renegociações das dívidas e no aumento das receitas.

Nestes 20 dias, já tivemos várias reuniões com a Fazenda Nacional, órgãos governamentais e fornecedores, entre outros. Além disto, estamos redimensionando toda a estrutura funcional de nosso Clube para termos mais eficiência e qualidade no trabalho que fazemos internamente.

Na parte relacionada à obtenção de receitas, estamos trabalhando tanto para fechar os grandes contratos comerciais e de patrocínios (como foram os casos Adidas e Peugeot ) e na elaboração de um forte programa de sócio torcedor, quanto para obter um somatório de pequenas receitas que eram de direito do Clube e não vinham sendo cobradas ou estavam mal dimensionadas (como licensing e contratos de locação de espaços). Vale observar que, neste momento, toda a receita que entra – desde o maior contrato até uma simples mensalidade – é importantíssima.

Dentro deste conceito, pedimos para você, que sempre esteve junto com o Flamengo: continue com seu apoio, pagando sua mensalidade em dia, comprando os nosso produtos oficiais e participando da vida social e da preservação do Clube. Somente com a sua participação é que poderemos fazer os investimentos necessários para a melhoria de nossa sede social, no fortalecimento do futebol e em todos os esportes olímpicos.

A família rubro-negra merece nosso Flamengo forte e respeitado. Vamos juntos remar numa só direção.
Um grande abraço e que 2013 seja um grande ano para todos nós.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.