Treinador luso não poupa críticas a ‘nuestros hermanos’

José Mourinho abandonou Espanha há largos meses, mas nem por isso a sua relação com esse país deixou de gerar polémica.

O mais recente episódio resulta de uma entrevista do agora apelidado ‘Happy One’ ao jornal inglês The Guardian. Diz Mourinho que «Em Espanha, quando chamam “filho da puta português”, sei que é um sentimento profundo, um verdadeiro ódio!».

O actual treinador do Chelsea fez ainda questão de elogiar a massa adepta britânica, que, apesar das picardas, não sente ódio por ele: «Gosto de jogar em casa, sentir a paixão dos adeptos do Chelsea, que estão felizes por me terem ao seu lado; mas também gosto de jogar fora e sentir que os adeptos apoiam a sua própria equipa, dando-me pura hostilidade, sem serem agressivos. Se os adeptos do Chelsea em Norwich cantarem `José Mourinho!` e os outros cantarem “vai-te lixar, Mourinho”, não creio que haja hostilidade agressiva. Pelo contrário, é melhor do que ignorarem-me», sentenciou aquele que para muitos é o melhor treinador do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.