Presença habitual no programa Raio-X da Sporting TV, Miguel Braga apontou baterias ao empate entre Vitória de Guimarães e Benfica. O diretor de comunicação dos leões questionou a grande penalidade que não foi assinalada após uma alegada falta de Florentino Luís sobre André André e colocou em perspetiva com o lance que originou o penálti na derrota dos verde e brancos frente ao Boavista (1-2).

«É o segundo jogo onde o VAR inexplicavelmente não atua e tem influência direta no resultado e nos pontos conquistados pelo Benfica. Foi com o Vizela [2-1] e com o Vitória de Guimarães [0-0]. Não podemos compactuar com isto e não ver aquilo que toda a gente vê. É suposto só existir um critério. Temos de recordar a última jornada em que se assinalou um penálti no Bessa que marcou a nossa derrota, em que existiu um toque, um jogador a desmaiar, a dar muitas voltas e João Pinheiro a não ter dúvidas. É um penálti à portuguesa, que discordámos, mas que tentámos, com dificuldade, aceitar o critério. Não podemos aceitar é que este mude ao sabor das camisolas. Esta é uma falta pior do que a que o Esgaio alegadamente faz, e é incompreensível como não é assinalado. É o segundo jogo em que o Benfica é beneficiado por erros humanos do VAR, que tem esta ajuda miraculosa – num evitou a derrota e no outro deu os argumentos para a vitória. Acho que nenhum árbitro deve estar contente, o Conselho de Arbitragem também não com esta falta de critério», atirou.

Por último, Miguel Braga frisou que o Sporting não tenta justificar os maus resultados domésticos com a arbitragem.

«Tem sido apanágio dos nossos rivais, cada vez que perdem, dizer que a culpa é de todos, menos da equipa. Nós não temos feito isso esta época, em que apesar de perder jogos o Sporting não veio criticar dessa forma as arbitragens. A dualidade de critério é o que nós nos queixamos», concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.