Esta semana damos destaque ao campeonato da Polónia, mais concretamente a Luquinhas.

Campeonato cada vez mais competitivo, onde figuram alguns portugueses, o jogador brasileiro, bem conhecido do nosso país (em Portugal passou por Aves, Benfica e Vilafranquense) foi eleito o melhor jogador do Légia Varsóvia de 2020.

O Légia de Varsóvia foi campeão na época passada e o extremo brasileiro foi parte ativa no êxito da formação polaca.

O jogador, de 24 anos, foi o mais bem votado pelos adeptos e também pelos editores do maior site de apoio do Légia Varsóvia: o Legia.net.

Na primeira temporada fora de Portugal na condição de sénior, em 2019/20, Luquinhas cumpriu 45 jogos oficiais e apontou cinco golos.

Na Polónia, Luquinhas é, segundo dados facultados pela liga polaca, o melhor driblador da competição. Pelo Légia Varsóvia, foi campeão na época de estreia, em 2019/20, e o pensamento do jogador que chegou aos 18 anos a Portugal para representar o Vilafranquense é em continuar, para já, a ganhar tudo dentro de campo.

Ao jornal record, o agente de Luquinhas, Pedro Torrão, disse:

“Relativamente a uma renovação de contrato, não descartamos esse cenário mas à medida que o tempo avança vai tornando-se cada vez mais difícil até porque já houve propostas interessantes, que foram recusadas pelo Légia e, existem muitas sondagens de clubes muito interessantes. Também existem clubes em Portugal a perguntar por ele mas é impossível a concretização de uma transferência, pois o Luquinhas tem um elevado valor de mercado e salário acima da maioria dos clubes portugueses. Ele está muito tranquilo e focado em ser bicampeão pelo Légia e nada obcecado com uma transferência”, esclareceu o empresário que realçou a “ascensão enorme de um dos jogadores mais importantes do Légia”, garantindo que o futebolista “tem os pés bem assentes no chão” e que é um “exemplo dentro e fora do campo a todos os níveis”.

Em Portugal, Luquinhas deu nas vistas pelo Vilafranquense, chamando a atenção do Benfica, onde passou a alinhar por empréstimo, na equipa B, em 2016/17. Depois de ter sido, mais tarde, campeão da Liga Revelação pelo Aves, acabaria por chegar à primeira equipa avense em 2018/19 e, daí, dar o salto para o Légia Varsóvia, em apenas meia temporada.

Na presente época, o fantasista brasileiro é um dos jogadores mais utilizados do plantel: soma 18 presenças pelo Légia, leva 4 assistências para golo e figura no melhor 11 semanal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.