O jornal O JOGO, avança que João Marcelo é parte da solução para o eixo defensivo do FC Porto, onde Mbemba e Rúben Semedo são “baixas” para a nova temporada.

A mesma fonte informa que a SAD azul e branca exerceu o direito de opção de compra do passe – por cerca de 500 mil euros – e vai ficar com o jovem defesa a título definitivo, oferecendo-lhe um novo contrato de longa duração. É, ainda, de prever que fique protegido por uma elevada cláusula de rescisão.

Sérgio Conceição deu o aval e João Marcelo será integrado no plantel principal em 2022/23, sendo esperado já no dia 1 de julho no Olival para o arranque dos trabalhos.

Esta decisão não invalida, sublinhe-se, a chegada de mais um ou até mesmo dois centrais para a nova época. David Carmo, do Braga, e João Víctor, do Corinthians, são jogadores referenciados e que os responsáveis portistas estão a tentar contratar. Até porque Pepe e Fábio Cardoso são os únicos elementos que dão garantias. Marcano está há muito afastado dos relvados devido a sucessivos problemas físicos que colocam um ponto de interrogação na sua condição para 2022/23.

João Marcelo chegou ao Dragão no verão de 2020, cedido pelo Tombense, tendo feito 31 jogos pela equipa B. No final dessa temporada, os responsáveis portistas solicitaram o prolongamento do empréstimo por mais um ano, em que até jogou menos na formação secundária (24 jogos e três golos). Contudo, a evolução demonstrada por João Marcelo neste período foi bastante positiva e convenceu Sérgio Conceição a reservar-lhe um lugar no plantel.

Além do Tombense, Marcelo representou o Boavista Sport Club, do Rio de Janeiro, e os escalões jovens do Grémio de Porto Alegre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.