DOMINIODEBOLA.com

Notícias, Futebol, Liga, Portugal, Betclic, Benfica, Sporting, Porto

Declarações sobre Taremi podem fechar Alvalade entre 2 a 5 jogos

2 min read
alvalade

alvalade

O Sporting pode enfrentar sérias consequências devido às declarações feitas por Carlos Xavier, ex-jogador do clube, ao canal oficial do clube em 8 de setembro. Isso resultou na abertura de um processo disciplinar contra a Sporting Clube de Portugal – Futebol SAD pelo Conselho de Disciplina da FPF. Este processo poderia levar a um castigo de jogar entre dois a cinco jogos à porta fechada, de acordo com o artigo 113.º dos regulamentos disciplinares.

Segue-nos nas Redes Sociais

Facebook icon  Instagram icon Tiktok icon twitterx icon Pinterest icon Whatsapp icon YouTube icon

No comunicado referente à reunião ocorrida em 15 de setembro, o CD da FPF anunciou a instauração do processo disciplinar, mencionando que teve origem em declarações divulgadas no canal de televisão explorado pela sociedade desportiva arguida, em resposta a notícias divulgadas na Comunicação Social. O processo foi encaminhado para a Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, com exclusão de publicidade até ao final da instrução.

Carlos Xavier havia criticado Taremi, avançado do FC Porto, após um jogo dos dragões contra o Arouca, proferindo comentários controversos que causaram imediatamente polémica. O FC Porto reagiu em comunicado, acusando as palavras de serem xenófobas, racistas e de ódio.

No mesmo dia, Carlos Xavier deu um passo atrás, pedindo desculpas por suas palavras e afirmando que não teve a intenção de ser xenófobo ou racista, esclarecendo que se referia ao estilo de jogo de Taremi, não à sua religião.

Lúcio Correia, professor de direito desportivo na Universidade Lusíada, considera que este caso se enquadra no artigo 113.º – Comportamentos discriminatórios. Ele observa que, apesar de Carlos Xavier não ser um funcionário do clube, é difícil para a Sporting SAD se dissociar das declarações, uma vez que foram feitas no canal oficial do clube. O especialista sugere que, após a conclusão do processo e a audição das partes envolvidas, a Sporting SAD possa ser condenada a jogar à porta fechada, dentro dos limites legais. No entanto, ele adverte que a decisão poderá ser alvo de recurso para o TAD (Tribunal Arbitral do Desporto) e que a eventual punição poderá não ser aplicada na atual época desportiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Verified by MonsterInsights