A Festa do Futebol Africano

Hoje começa em Joanesburgo, África do Sul, a 29ª edição da Copa africana das Nações. A edição deste ano, espera-se mais uma vez, que seja um torneio admirável e com emoção até o último minuto. No ano transato, no Gabão e Guine equatorial, a equipa campeã foi a seleção da Zâmbia. Esta suplantou as favoritíssimas seleções do Gana e Costa de Marfim levantando pela primeira vez um troféu continental, uma situação bastante semelhante à da Grécia em 2004.

Agora os campeões querem manter o trono, no entanto a missão não se avizinha fácil.  Para além dos candidatos já citados aparecem também as equipas da Nigéria, vencedora em 1980 e 1994, e a equipa do Mali, 3ª classificada do ano passado, e os anfitriões que querem fazer boa figura e repetir a vitória de 1996, que foi conquistada a jogar em casa. Outras seleções como Angola e Tunísia aparecem mais longe do titulo. O grande ausente é Samuel Eto’o e os seus camarões que caíram aos pés dos surpreendentes cabo-verdianos.

A competição organiza-se em quatro grupos. Os dois primeiros de cada grupos são apurados e seguem para os quartos de finais. O sorteio ditou a seguinte distribuição:

      

Grupo A

Marrocos Marrocos

Angola Angola

Cabo Verde Cabo Verde 

África do Sul África do Sul

Grupo B

Rep.Dem. do CongoRep.Dem. do Congo

Gana Gana

Mali Mali

Níger Níger

Grupo C

Burquina Faso Burquina Faso

Etiópia Etiópia

Nigéria Nigéria

Zâmbia Zâmbia

Grupo D

Argélia Argélia

Costa do Marfim Costa do Marfim

Togo Togo

Tunísia Tunísia

 

Destaca-se no grupo A  presença da seleção de Angola e Cabo Verde juntamente com África do Sul  e Marrocos. Os debutantes cabo-verdianos não terão tarefa fácil para seguir em frente, espera-se no entanto, que Angola consiga bater o pé aos favoritos. O grupo B não deve trazer surpresas  com o Gana e o Mali a dominarem a bolsa de apostas. Os acuais campeões vão iniciar a  defesa do seu titulo no grupo C juntamente com a Nigéria, Etiópia e Zâmbia. O grupo D é visto como o grupo mais forte, sendo liderado pela Costa do Marfim e por todas as suas estrelas. À espreita de um lugar nos quartos estão as equipas  Tunísia, Togo e Argélia. Todos com um patamar de qualidade semelhante e capazes de bater o pé à favorita Costa do Marfim.

Os dados estão lançados e  não há favoritos absolutos à partida. Quem será o Vencedor? Será mais uma agradável surpresa? Será finalmente a consagração de Didier Drogba e da Geração de ouro da Costa do Marfim ? Gana? Nigéria? A ver vamos… Com certeza que nos espera uma competição emocionante, imprevisível e cheia de surpresas! Algo que só a anarquia tática do futebol africano nos pode oferecer.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.