Bruno de Carvalho

A notícia é avançada nesta segunda-feira pelo Jornal de Notícias, que avança que Bruno de Carvalho, terá sido denunciado como sendo o cérebro de um alegado esquema de viciação de resultados de futebol e de andebol, com compra de árbitros e futebolistas.

O caso “Cashball” levou à detenção de André Geraldes, ex-“team manager” do Sporting CP e então braço-direito de Bruno de Carvalho, de Gonçalo Rodrigues, funcionário do Sporting, do empresário João Gonçalves e de Paulo Silva, o arrependido que denunciou o alegado esquema de corrupção desportiva. De acordo com o “JN”, Paulo Silva terá, recentemente, implicado diretamente Bruno de Carvalho no caso.

Ainda conforme a notícia do “JN”, Paulo Silva terá garantido ao Ministério Público que Geraldes e Rodrigues lhe tinham confessado que nada acontecia sem o aval do então presidente do Sporting.

Em março de 2018, Paulo Silva deslocou-se ao Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto para denunciar o alegado esquema de pagamentos a árbitros de andebol e jogadores de futebol e entregar mensagens de WhatsApp que, no seu entender, comprovam a própria corrupção e consequente implicação dos restantes arguidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.