Vítor Murta anunciou que se recandidatará a um segundo mandato seguido na presidência do Boavista, cujas eleições para o triénio 2022-2024 devem ser realizadas até ao final do ano.

“Neste momento, acho que é importante que haja sinergia entre a SAD e o clube. É meu objetivo recandidatar-me às próximas eleições”, revelou aos jornalistas o dirigente, antes do empate na receção ao Belenenses (0-0), no Estádio do Bessa.

Vítor Murta falou ao lado do acionista maioritário Gérard Lopez, com quem acordou a venda de 50,78% do capital social da SAD dos axadrezados e assumiu ter “sintonia absoluta”, mostrando-se feliz com o rumo seguido pelo clube ao longo do último ano.

“Este é o casamento perfeito. Não nos podemos esquecer que o futebol mudou. Temos um futebol antes e após a covid-19. Para crescer, o Boavista precisava de investimento privado. Só por si, ia ser muito difícil que voltasse a ser o Boavistão. É um peso que está em cima dos meus ombros, mas tenho a certeza de que foi um passo bem dado”, notou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.