alt

Escrito por: Rui Fiel

Peço desculpa aos mais cáusticos pelo título da crónica, mas parece-me apropriado face ao que vou lendo e ouvindo por essa (pseudo) comunicação social…

É certo que em inglês, o interesse nesta mera opinião pessoal, seria bem maior, mas não me passaria pela cabeça fazê-lo, visto que se até o meu clube aposta no “tuga” (8 na Champions e 7, quase, semanalmente no Campeonato) porque não o faria eu?

Mas voltando ao que interessa, o Sporting Clube de Portugal claro, esta semana foi uma autêntica montanha russa de emoções.

Quarta-feira mais uma bela partida de Liga dos Campeões, com um desfecho diferente das 3 jornadas anteriores e que só peca por tardio. O Sporting Clube de Portugal é bem melhor que estes homens do gás alemães e demonstrou-o onde interessa, dentro de campo.

Já ontem, depois da desilusão de Guimarães, a equipa leonina voltou a não deixar em campo a melhor das imagens, principalmente no primeiro tempo. Mérito para o adversário que nesse período soube aproveitar muito bem a deficiente forma de William Carvalho e de Adrien Silva. Ambos acabam por justificar desde já, a aposta em outros elementos, visto que, por uma razão ou por outra, não se encontram na melhor das formas.

Como disse inicialmente, o que se vai lendo e ouvindo por essa web fora é desolador. Ora são os opinion makers jornalísticos a empurrar o Sporting Clube de Portugal para baixo, recordando sem pudor a pior época desportiva de sempre do clube, ora os “visionários” dessa blogosfera que continuam a manietar opiniões com a sua “visão” de experts! O sportinguista comum, irá deixar-se levar por todo este circo e entrar numa depressão sem ímpar, não conseguindo sequer discutir futebol nos próximos tempos. Por outro lado, o leão que dá o peito às balas pelo clube, vai também deixar-se levar por tudo isto e pedir a demissão de Marco Silva e Bruno de Carvalho, dizendo em sintonia com os seus adversários que o plantel é muito fraco e limitado. Já o sportinguista com o mínimo de juízo, não passará bola a nada disto (incluindo esta crónica) e pensará pela sua própria cabeça, chegando à conclusão que, ao contrário de outros anos, nem um terço do campeonato está concluído, nem as equipas que estão à frente do Sporting Clube de Portugal irão ganhar METADE dos seus jogos até ao término do mesmo. Direi mesmo mais, este sportinguista encarará os seus rivais com o maior dos fair plays e apenas lhe dirá que estando mais difícil, está somente a 8 pontos do primeiro, sendo que ainda faltam disputar 72 pontos…

Termino com algo dito por Marco Silva aquando da sua conferência de imprensa no final do jogo de ontem, a propósito de arbitragens:

“Já viu o lance na televisão? O que lhe pareceu? Ah, não quer responder… Mas não viu? Eu já vi o lance e é golo limpo. Não vale a pena estar aqui a falar disso. É golo, ponto final. Marcámos dois golos, mas não vou justificar o empate com isso. A verdade porém é que as regras são para os dois lados, os foras de jogo são iguais para os dois lados e estas decisões têm de ser iguais para os dois lados. Na semana passada, em Guimarães, o segundo golo adversário foi obtido em fora de jogo e ninguém me ouviu falar de arbitragem. Hoje também  não vou por aí…”

Poderei contestar a sua maneira de gerir a equipa, mas não me parece que alguma vez vá contestar a sua capacidade comunicacional. Bravo Marco Silva!

SL!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.