APAF exige mais contenção verbal mas não quer greve dos árbitros

Gustavo Sousa, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), não antevê um cenário de greve, no entanto alerta para que  haja por parte dos dirigentes dos clubes "maior contenção verbal" na hora de criticar as equipas de arbitragem.

"Temos essa hipótese, mas ainda não está em cima da mesa. Exigimos maior contenção verbal. Não queremos avançar para a greve mas neste clima é difícil fazer um bom trabalho", referiu em declarações à RR.

Por outro lado, Gustavo Sousa assegurou que a Federação Portuguesa de Futebol está a estudar a hipótese de punição para os dirigentes que criticarem severamente os árbitros na próxima temporada.

"Já temos a garantia da FPF que, na próxima época, o regulamento disciplinar será integralmente cumprido e os dirigentes não poderão falar sobre os árbitros", atirou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.