“Desde 01 de janeiro de 2022, a APCVD proferiu 544 condenações e entraram em vigor 230 medidas de interdição de acesso a recintos desportivos. Segundo números do Ponto Nacional de Informações sobre o Desporto, gerido pela PSP, atualmente estão impedidos de entrar em recintos desportivos cerca de 250 adeptos, 180 dos quais por decisão da APCVD”, lê-se numa nota divulgada pelo organismo.

Só no terceiro trimestre do ano, entre julho e setembro, a APCVD proferiu mais 368 processos de contraordenação e entraram em vigor 68 medidas de interdição a recintos desportivos, “entre os quais os três adeptos identificados a propósito dos incidentes no Estoril-FC Porto, da sétima jornada a I Liga de futebol”.

“A maioria dos adeptos impedidos foram identificados pelas forças policiais por utilização de pirotecnia em espetáculos desportivos e estão ligados a grupos organizados, ou seja, claques”, explicou o organismo.

O arremesso de objeto, atos ou incitamento à violência, racismo, xenofobia e intolerância são outros dos argumentos que levaram à interdição desses adeptos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.