Darwin Núñez, ex-jogador do Benfica, assumiu que teve algumas dificuldades na adaptação ao Benfica, assumindo que não compreende o que o treinador Jurgen Klopp diz nas conversas com os jogadores.

”A verdade é que eu sinceramente não entendo nada quando ele [Jurgen Klopp] diz quando está a conversar com a equipa. Claro, pergunto aos meus companheiros para ver o que ele disse, mas acho que ele tem muito claro o seu estilo de jogo. Ele pede-nos que façamos as coisas simples, que não tenhamos medo de jogar, que tenhamos confiança. E na hora de perder uma bola, quer que pressionemos. É isso que ele nos pede sempre”, começou por dizer o uruguaio, à TNT Sports, revelando ainda que está a passar por um momento de menor confiança, ele que não marca há seis jogos com a camisola dos reds.

”Às vezes sinto-me um pouco indeciso, não me sinto com a confiança total. Mas à medida que o tempo vai passando, vai melhorando. Os treinadores passam-me confiança, como Pep Lijnders [treinador-adjunto] e Vítor Matos [membro da equipa técnica de Klopp], que são os que nos traduzem as coisas”, prosseguiu o internacional uruguaio.

Os meus companheiros falam sempre comigo, dizem-me para ficar tranquilo. Quando falam, fico mais tranquilo porque sei que se faço algo mal, eles vão proteger-me. E eu também estarei aqui para os proteger, é um grupo muito unido. Tenho que mostrar o meu jogo ao treinador e ficar mais tranquilo na hora de rematar. O golo já vai chegar. É como ketchup, quando sai um pouco, sai tudo”, finalizou Darwin Núñez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.