O diretor de desenvolvimento da FIFA, o antigo treinador francês Arsène Wenger, disse hoje que o fora de jogo no futebol pode passar a ser detetado de forma automática em 2022, a tempo do Campeonato do Mundo.

“Há uma boa probabilidade de o fora de jogo ser automático em 2022. (…) Será uma das próximas grandes evoluções na arbitragem”, explicou o antigo técnico, em conferência de imprensa, em referência a uma das regras mais polémicas da modalidade.

Segundo Wenger, a medida pode chegar ainda a tempo do Mundial’2022, no CQatar, com um novo relatório sobre a matéria a estar previsto até ao final do ano, dando-se depois início a conversas com o International Board, que rege as leis do futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.